Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BURRO VELHO

BURRO VELHO

11
Mar24

Dos espetáculos de que gosto - A Rainha da Beleza de Leenane

BURRO VELHO

IMG-20240310-WA0001.jpg

 

A Rainha da Beleza de Leenane, encenação de Sandra Faleiro a partir de um texto do irlandês Martin McDonagh (conhecido por ser o argumentista e realizador de filmes como Os Espíritos de Inisherin ou Três Cartazes à Beira da Estrada), fala-nos do envelhecimento, da saúde mental, do isolamento, da necessidade de se ir ganhar o pão para terras estrangeiras, mostra-nos um caminho sem empatia que pode ser o de todos nós, mas recorda-nos que podemos sempre fazer um caminho melhor, que podemos sempre sentir que fomos empáticos e ter a consciência de que fizemos o melhor que nos era possível, ou seja, o contrário de tudo o que vemos em cena.

Devido à exiguidade da sala estúdio do Teatro da Trindade, nós espetadores quase que entrámos pelo cenário dentro e respirámos aquela intimidade das personagens numa experiência muito física, quase que integrámos aquele cenário, quase que fomos iluminados por um jogo de luzes que nos fez gravar na memória várias imagens do que as nossas vidas são, ou já foram, ou podem ainda vir a ser.

Talvez pelo facto do texto original ser passado na Irlanda rural possa ter ressoado mais forte naquela que é a nossa portugalidade, naquelas que são as nossas vidas, quase todos nós testemunhámos histórias, mais ou menos familiares, de pessoas idosas que vivem sozinhas, isoladas, na angústia da falta de assistência, dos cuidadores que se anulam para ajudar os pais, de jovens e menos jovens que emigraram para a França ou Suíça, de pessoas que nos são queridas com depressões ou esgotamentos, todo aquele texto reverbera no nosso pequeno mundo, e a acrescentar ao texto, à encenação, às luzes, ao cenário, temos também a entrega dos quatro atores em palco, Valerie Braddell, Paula Lobo Antunes, Nuno Nunes e o estreante Vicente Gil. Bravo!

No Teatro da Trindade, em breve em digressão pelo país.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub