Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BURRO VELHO

BURRO VELHO

06
Nov23

Das lendas vivas - Madonna e a sua Celebration Tour

BURRO VELHO

WhatsApp Image 2023-11-05 at 17.00.06.jpeg

 

Assim que ouço muitas das suas canções sou capaz de começar logo a trauteá-las e menear os ombros num qualquer tímido passo de dança, ainda assim creio que tenho apenas uma música sua nas infindáveis horas das minhas listas Spotify, Live to Tell, não tenho muito o hábito de a ouvir, claro, ‘sabemos’ todos que não é uma cantora dona dos graves mais bonitos e de agudos lá nas alturas, e se falarmos dos seus dotes de atriz então ainda é pior a emenda que o soneto, mas a lendária e super icónica Madonna é das artistas que mais admiro, a verdadeira rainha da Pop, pela enorme performer que ela é mas também, sobretudo, por ser absolutamente inspiradora, uma miúda sonhadora e ambiciosa, ousada e provocadora, que quando chegou a Nova Iorque, no final dos anos 70, teve de namorar com rapazes que tinham chuveiro em casa para conseguir tomar banho, e que, marimbando-se sempre para as críticas, tornou-se numa voz planetária sempre a lutar pelos direitos humanos do lado certo da história, sempre a defender os doentes com SIDA, a proteger as minorias ou na emancipação das mulheres, como esquecer por exemplo aquela noite dos grammys em 2014, em que juntamente com Macklemore e Queen Latifah patrocinou o casamento de 34 casais, straight e gay, numa altura em que a lei ainda não o permitia em muitos estados norte-americanos.

Num dia de junho de 2012, de má memória para mim, tinha eu dois bilhetes para a ir ver a Coimbra e fiquei em casa com os ingressos na mão, não estava escrito que assim fosse, mas o que eu gostaria de estar hoje ou amanhã no Altice Arena, Lisboa, a vê-la a celebrar 40 anos de carreira com a sua Celebration Tour. Congrats Madonna!

 

04
Mai23

Do que ouço e vejo por aí - as plásticas de Madonna

BURRO VELHO

Screenshot_20230502-163924_Gallery.jpg

 

Aqui há umas semanas Madonna apareceu na gala dos Grammy com este rosto irreconhecível, completamente desfigurado - depois do choque inicial ainda pensámos que podia ser uma caracterização de androide ou robot humanoide, mas não, era mesmo só a Madonna a lidar com umas operações plásticas malsucedidas.

As críticas e piadas não se terão feito esperar e, quem não se sente não é filho de boa gente, terão deixado Madonna triste e desconfortável, ao ponto de querer agora desesperadamente reverter as cirurgias e tentar recuperar algumas das suas feições iniciais, tudo isto antes do início da próxima digressão mundial em julho próximo, no Canadá - boa sorte.

Defendo quem arrisca fazer uma plástica, sim porque há sempre riscos e não são poucos, quem gostaria de ter uma imagem do seu corpo diferente e tem dinheiro para o fazer, acho muito bem que o faça.

Mas a Madonna?

Para estes jovens da geração Z a Madonna já pouco ou nada dirá, mas nas últimas décadas talvez tenha sido a nossa maior influenciadora a nível planetário, sempre foi firme e arrojada nas causas que defendeu, nomeadamente a da emancipação dos direitos da mulher, da sua liberdade e aceitação tal como ela é, mas afinal a mulher que fez tantas outras mulheres lidarem melhor com os seus medos, culpas e vergonhas, afinal ela própria também não aceitou o seu próprio envelhecimento.

E isso é censurável? De todo, mas sem dúvida que seria inspirador ver a Rainha da Pop envelhecer com pinta, e que entristece vê-la assim, sem dúvida.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub