Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BURRO VELHO

BURRO VELHO

09
Jul24

Do teatro de que gosto - Um elétrico chamado desejo, pela Primeiros Sintomas

BURRO VELHO

Screenshot_20240703_091250_Instagram.jpg

 

Quando há muitos anos visitei o Rio de Janeiro fiquei deslumbrado com os muitos teatros de vão de escada, em caves ou rés-de-chão de prédios anónimos, com meia dúzia de filas de cadeiras e sem lustres ou veludos encarnados, também por isso achei o Rio uma cidade viva, cosmopolita e culta, e Lisboa também o é, uma cidade viva, cosmopolita e culta, com alguns teatros de vão de escada, que é o mesmo que dizer com muitas companhias a trabalhar fora do circuito mainstream e das lindíssimas salas de espetáculos, por isso enfiar-me durante mais de três horas, numa sala de um rés-do-chão, sem ar condicionado, de um prédio escondido na Graça, para ver a companhia Primeiros Sintomas levar à cena, no Centro de Artes de Lisboa, a obra-prima de Tennessee Williams ‘Um elétrico chamado desejo’, com a maravilhosa Sandra Faleiro a fazer de Blanche Dubois, é sem dúvida das coisas que mais prazer me dá. Bravo!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub